quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

TRAIÇÃO A PORTUGAL

Há limites para a tolerância da soberania. 
Estes limites foram ultrapassados e todas as medidas que o governo toma de aumentos de impostos e cortes contínuos irão gerar 20 ou 30% de desemprego a breve trecho:  se este governo cortar mais 4.000 M€, não se opondo à Troika, este governo e todos os seus elementos colocam-se na posição de traidores a portugal; e se o povo assim o decidir, no futuro, deverão ser considerados pela sua irresponsabilidade de genocidas, como traidores a portugal. 
Apela-se a todas as forças repressivas que a democracia, quando falsa, espera deles que se assumam como povo que são. Assim foi no 25 de Abril, assim deverá ser se continuarem a ser ultrapassados os limites da democracia. De outro modo portugal implodirá!   

1 comentário:

Ricardo disse...

A troika está ao serviço dos credores agiotas e além disso serve a estratégia da Alemanha que quer agora uma europa à la germaine.

Publicar um comentário