segunda-feira, 27 de agosto de 2012

1% DOS AFORRADORES DETÉM UMA MÉDIA DE 1.625.000€

Muitos dos ligados ao actual governo (como muitos anteriormente ligados ao anterior) continuam a afirmar que a situação a que chegámos se deve a um consumo excessivo por parte da população em geral.

Dados hoje saídos afirmam, entretanto, que só 1% dos que têm poupanças nos bancos representam cerca de  65.000 M€, sendo que aos restantes depositantes se devem 93.000 M€.

Ora se pensarmos que este número é baseado em cerca de 4.000.000 de depositantes, rapidamente chegamos ao maior problema de todos (nomeadamente o que extravasa a própria distribuição por meios lícitos).  

É que 1% são 40.000, o que significa uma média de 1.625.000 € para cada um destes aforradores. 

Ao invés os restantes 3.960.000, detém uma média de 23.485€.


Sem comentários:

Publicar um comentário