terça-feira, 30 de outubro de 2012

A PENHORA AUTOMÁTICA COMO MÁQUINA DE DESTRUIÇÃO MACIÇA DA ECONOMIA

«Anda a otária da ministra da justiça, a fazer novas leis de insolvência (revitalização de empresas), a dizer que e tal o estado vai colaborar, e o cromo do amigo dela, o penteadinho Paulo Núncio, assim que passa um dia de atraso, tá a penhorar tudo o que aparece à frente. Nas finanças é um fartote, ficam todos contentes por penhorar o vizinho.
Não são só particulares que tem dividas às finanças ..... A maior parte são empresas. E com estas penhoras são perfeitamente queimadas. Com este automatismo as finanças vão aos clientes dos anos anteriores e penhoram os saldos das empresas nos clientes.... chegam a ser 100 de uma vez .....
Aos papagaios das repartições de finanças (muitos deles com a 4ª classe), são-lhes atribuídos poderes iguais aos juízes dos tribunais normais, e eles penhoram tudo quanto lhes aparece à frente ...... contas bancarias, terrenos, fabricas, dividas de clientes, instalações, etc Queimam as empresas todas, em vez de serem proactivos e arra...»

Sem comentários:

Publicar um comentário