quinta-feira, 8 de novembro de 2012

A IMPLíCITA RAZÃO DO FALHANÇO DO EURO

Portugal não tem dinheiro para responder de forma adequada ao drama do desemprego. Foi a própria chanceler Angela Merkel que o reconheceu ontem no Parlamento Europeu em Bruxelas, cinco dias antes da visita planeada para Portugal.
Não tens dinheiro, não tens emprego. 
Rica assumpção, quando o emprego não precisa de dinheiro, precisa de pessoas para produzirem umas para as outras. 
Uma frase assassina, que revela como a moeda única pode ser criminosa num espaço sem solidariedade.

Sem comentários:

Publicar um comentário