sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

OS SENHORIOS QUE PRECISAVAM DE IR VER OS MISERÁVEIS! UM MAU ODOR DE UM PORTUGAL SEM ALMA!

«Sente que «as pessoas não estão a conseguir pagar as rendas e não quero perder os inquilinos», por um lado. «Mas os inquilinos antigos não me importo de os perder, porque me pagam rendas muito baixas. Até já paguei para alguns se irem embora».

Só assim o mercado poderá estabilizar. As rendas novas poderão baixar. «Os jovens precisam de ter casa. O crédito na banca está praticamente fechado».

Entende que há uma «cortina de fumo» à volta dos aumentos das rendas. Recorda que as pessoas com mais de 65 anos têm salvaguardas. «Temos de ficar com elas até ao fim da vida. É pior do que um casamento. Tenho desses casos».

Acha que há dramatização, «que as pessoas encaram isto como uma tragédia, mas os proprietários também não têm interesse em ficar com as casas vazias». Agora, sublinha, «o dinheiro que é preciso para recuperar casas antigas é enorme. Deixou-se chegar isto a um ponto em que é muito difícil» recuperá-las com rendas assim tão baixas. Nessas casas não mexe. «Não ando a perder dinheiro».

Sem comentários:

Publicar um comentário