domingo, 18 de dezembro de 2011

O LÍRICO NACIONAL

«Pedro Passos Coelho acredita que «Portugal vai começa a crescer em 2013» e foi isso mesmo que afirmou em entrevista ao «Correio da Manhã».

No entanto, o chefe do executivo português lembra que para isso têm de ser aplicadas as medidas de austeridade em curso: «menos salário, menos benefícios sociais, pensões mais magras e reformas severas na máquina do estado».

Com muita austeridade, gente com fome nas ruas, sem acesso à saúde, desempregados em catadupa, empresários desanimados e frustrados com a enorme carga fiscal, PASSOS DECRETOU QUE EM 2013 VAMOS COMEÇAR A CRESCER: SÓ SE FOR  NA EMIGRAÇÃO!

Sem comentários:

Publicar um comentário