segunda-feira, 22 de abril de 2013

NOVA CIDADANIA

A crise que vivemos não é apenas uma crise económica, mas o reflexo de uma crise de um sistema político que já não responde num mundo global e glocal.
A proposta da Nova Cidadania é simples. Os governos passavam a ser um lugar pequeno, uma administração de topo, seguindo e ascultando os conselhos dos cidadãos a cada sua nova proposta. Sem essa praga de intermediários que são os partidos, que não representam ninguém e não dão respostas concretas a problemas concretos Hoje o governo faz uma proposta de licenciamento zero para o comércio. Eu cidadão, faço outra. 
Um sistema de negociação fiscal com cada novo agente económico. Uma espécie de contrato com prazo,  não amovível com cada agente económico. Começando por proteger minimamente os investidores.  

Sem comentários:

Publicar um comentário