sexta-feira, 12 de outubro de 2012

APELO À ASSUMPÇÃO DO ARTIGO 21 DA CONSTITUIÇÃO FACE À TRAIÇÃO PERPETRADA CONTRA OS PORTUGUESES E A SOBERANIA NACIONAL

«Chegou o momento de os portugueses, sociais democratas e centristas incluídos, assumirem o artigo 21 da Constituição da República Portuguesa, que estabelece “o direito à resistência contra as ordens ilegítimas que ponham em causa direitos, liberdades e garantias”.

Está o direito e a garantia à vida a ser cumprido? 
Não, quando centenas de milhar de desempregados estão sem qualquer tipo de apoio que não lhes permite o direito a viver e os apoios de subsistência mínima estão a ser implodidos.
Está o direito à habitação a ser cumprido?
Não quando milhões podem ser espoliados, esbulhados pelos bancos e pelo fisco, pela impossibilidade real de pagarem os aumentos de impostos como o IMI e a subida das rendas pelo aumento da taxa liberatória das rendas.  

Apelo às forças armadas, forças militarizadas e policiais imbuídos do espírito de liberdade e esperança deixados pelo 25 de Abril de 1974, num futuro mais justo, possível e feliz para o povo português que se revoltem DEMOCRATICAMENTE exigindo o derrube imediato deste desgoverno, a formação de um governo de salvação nacional de sábios que perceba que aumentos de impostos tem como resultado mais défice, mais endividamento, mais sofrimento, e se unam ao povo contra um governo ILEGÍTIMO, IRRESPONSÁVEL, INCOMPETENTE E A MANDO DE FORÇAS ANÓNIMAS, JÁ NÃO REPRESENTATIVO, POR SE TER FEITO ELEGER COM BASE NUM PROGRAMA CONTRÁRIO AO EFECTIVAMENTE DESENVOLVIDO, que não cumpre a constituição, e pela recuperação da soberania nacional.»

Sem comentários:

Publicar um comentário