quinta-feira, 3 de junho de 2010

BILDERBERG! CLUBE DE FÉRIAS OU DE PÁRIAS GLOBAIS?

«O encontro anual Club Bilderberg, que reúne chefes de Estado e de Governo e líderes empresariais globais decorre a partir de quinta-feira em Sitges, Espanha.
A reunião, que decorre anualmente, é privada e fechada à imprensa, com as suas conclusões a serem mantidas em segredo.
Temas económicos e políticos dominam a agenda destas reuniões, onde já participou um amplo leque de líderes portugueses, incluindo José Sócrates, Durão Barroso, Jorge Sampaio, Francisco Pinto Balsemão, Mira Amaral, António Guterres, Vítor Constâncio, Ferreira Oliveira e Ricardo Salgado, entre muitos outros.»
A liderança não é algo que se devesse adquirir por meios incompletos ou apelos a um misticismo bacoco, mas pelo respeito, exemplo e carácter. 
Clube de incomuns mortais, o Bilderberg aparece aos olhos da opinião pública como um  resquício de um certo monarquismo da nobreza capitalista global.
O que preocupa os comuns não são as conclusões colectivas mantidas em segredo, mas o bilateralismo das reuniões individuais, barões prestigitadores capitalistas, numa altura em que o mundo se compra e vende nos mercados internacionais.
Será o clube de Bilderberg um clube consentâneo com uma forma  de aspiração à democracia global? Não nos parece, dada a sua condição de secretismo, num mundo que se queda puro e duro na manipulação de povos e países e no entroncar de  interesses individuais mesquinhos. 

1 comentário:

Anónimo disse...

Excelente o artigo sobre o Bilderberg!

A associação internacional WeAreChange está a dar os seus primeiros passos em Portugal:

http://www.wearechangeportugal.com/

Em Espanha a WeAreChange (onde é conhecida como investigar11s) esteve presente nos protestos anti-Bilderberg.

A WeAreChange, http://www.wearechange.org/, é um movimento internacional para a paz e a justiça social formado por cidadãos e independente de qualquer ideologia ou religião. Nasceu nos EUA com o objectivo inicial de procurar a verdade sobre os atentados de 11 de Setembro.

Esta organização pretende denunciar a corrupção dos governos e juntar cidadãos em todas as partes do mundo que estejam interessados em manifestar-se e em educar o público sobre assuntos que são geralmente encobertos ou censurados pelos “meios de comunicação social”.

Actualmente a WeAreChange está espalhada por mais de 20 países em vários continentes.

Gostaríamos de contactar com todos os que têm ideais semelhantes.

Agradecemos desde já a atenção.

http://www.wearechangeportugal.com/

Enviar um comentário