sexta-feira, 15 de março de 2013

GASPAR, UM JOKER E UM CÍNICO

Gaspar é um cromo. Igual a muitos que encontramos nas nossas passagens pelas universidades. Um cromo com voz delicodoce, um actor, um artista na arte da vaidade, um desconhecedor da realidade e da micro economia, um farsante da arte, um daqueles seres pequeninos que teima em se meter em bicos de pés e que se julga no topo do mundo. 
Gaspar não é um cromo, é um joker!
Porque Gaspar sabe que sem baixar impostos e devolver a confiança o caminho será sempre descendente e sem remissão.
Não há por aí um Batman para tirar o ar a este Joker e colocá-lo fora do baralho da governação?

Sem comentários:

Publicar um comentário