sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

PASSOS! OIÇA BELMIRO ENQUANTO É TEMPO

«O presidente do Grupo Sonar, Belmiro de Azevedo, defendeu esta quinta-feira que a austeridade «não pode ser a solução» para os problemas, alertando que é necessário também crescimento económico e financiamento às empresas.
«Os governantes dizem que este é o tempo da austeridade, mas essa não pode ser a solução. A austeridade sem crescimento e sem financiamento das empresas mata a economia, mata o emprego e mata a convicção das pessoas de que os sacrifícios valem a pena», afirmou o empresário nortenho num seminário na Universidade dos Açores, em Ponta Delgada, cita a Lusa.
Belmiro de Azevedo, que falava na cerimónia de entrega do Prémio de Excelência ao Melhor Aluno do Mestrado em Gestão/MBA, defendeu que o tempo difícil em que vivemos «reclama uma estratégia de crescimento entendida por todos e a que uma larga maioria adira».
«Vivemos tempos difíceis, mas estes tempos têm que ser catalisadores de esperança, de um esforço para arrepiar caminho», frisou o empresário, para quem é necessária «uma liderança com capacidade de visão para enfrentar toda a floresta e não apenas as duas ou três árvores que estão à frente dos olhos».
Para o empresário, «a única maneira de criar emprego é investir, por isso, a palavra-chave é criar condições para o investimento», salientando que países mais pobres como Portugal devem aproveitar sectores como a floresta, a agricultura, o mar ou o turismo.
«É justamente o oposto dos TGV e das auto-estradas, em que quase tudo é importado».

Sem comentários:

Publicar um comentário