quarta-feira, 23 de novembro de 2011

A ONU E O SEU SECRETÁRIO GERAL KOFI ANNAN

«A criação da Organização das Nações Unidas (ONU), em 1945, após a 2ª Guerra Mundial, e em substituição da Liga das Nações, baseou-se na convicção de que a garantia da dignidade e igualdade de direitos para todos traria liberdade, justiça e paz ao mundo. A ONU dedica-se a esse objectivo há mais de 60 anos. É uma luta que tem custado muitas vezes a perda de vidas. Foi o que aconteceu ao Alto-comissário da ONU para os Direitos Humanos, Sérgio Vieira de Mello, morto em 2003, no Iraque, onde era representante especial do Secretário-geral da ONU, Kofi Annan.
Kofi Annan, nasceu em Kumasi, no Gana, é poliglota e começou a trabalhar nas Nações Unidas em 1962, na Organização Mundial de Saúde, em Genebra. Enquanto 7º Secretário-Geral da ONU, empenhou-se profundamente na resolução de diversas crises políticas internacionais, como os conflitos no Iraque, Nigéria, Líbia, Líbano, Israel, Palestina, Timor e ex-Jugoslávia. Viajou por todos os continentes, em defesa da paz, promovendo activamente o diálogo como meio de resolução dos conflitos internacionais.
Durante os seus dois mandatos na ONU, entre 1 Janeiro de 1997 e 31 de Dezembro de 2006, revitalizou as Nações Unidas, reforçou o trabalho da Organização em prol do desenvolvimento, da paz e da segurança internacionais, incentivou e promoveu os direitos humanos, o estado de direito e os valores universais da igualdade, da tolerância e da dignidade humana consagrados na Carta das Nações Unidas e restabeleceu a confiança da opinião pública na ONU,"tornando as Nações Unidas mais próximas das pessoas".
A 10 de Dezembro de 2001, o Secretário-Geral e a Organização das Nações Unidas receberam o Prémio Nobel da Paz. A ONU foi proclamada a única via das negociações para a paz e a cooperação mundiais e Kofi Annan distinguido por dar uma nova vida às Nações Unidas.
Ban Ki-Moon, diplomata coreano, é o sucessor de Kofin Annan e actual Secretário-Geral. As Nações Unidas contam hoje com 193 Estados-membros.PRÉMIO SAKHAROV para a liberdade de pensamento - 2003»
Arregimentando a fé nos tributos de ganho humano saídos da época das Revoluções e a “profissão de fé” colectiva resumida no preâmbulo da Carta das Nações Unidas - que juramenta a princípios formadores como a igualdade soberana, o pacifismo, o respeito do princípio da igualdade de direitos e a realização da cooperação internacional, podemos dizer de Kofi Annan, ex secretário - geral das Nações Unidas, filho Ganês de Kumasi, que conteve a máxima Orwelliana de “todos os países são iguais mas alguns são mais que outros”, sendo artífice e mandatário fiel do chamado “Legado de S. Francisco”.

2 comentários:

forças armadas Otan disse...

DAVINCCI LOURENÇO DE ALMEIDA DATA DE EMISSAO DA ORDEM DOS DIREITOS HUMANOS ONU 23/06/2014 ALTO COMISSARIO DIREITOS HUMANOS

forças armadas Otan disse...

Davincci Lourenço De Almeida Alto comissario dos direitos humanos data de emissao 23/06/2014 .indicado como inventor do produto uv30 sustentabilidade e proteçao ao meio ambiente com patente verde no brasil considerada a 7 no pais com carta laudo e reconhecida internationalization tera cadeira cativa em 70 paises com tratado na ONU Davincci Almeida É INVENTOR com a missao de templarios esta comprometido com a sustentabilidade e meio ambiente acata a ordem dos templarios no brasil numero 174 da ordem .

Enviar um comentário