terça-feira, 17 de janeiro de 2012

SOARES, O ESTADISTA

«O histórico socialista acusa o Governo português, por intermédio de Vítor Gaspar, de ter reagido ao corte da S&P "um pouco a medo". "Deverá talvez ter ficado engasgado com o desplante dos anónimos das empresas de 'rating' que aliás partilham da mesma ideologia do ministro, visto que também põe os mercados - e o dinheiro - acima das pessoas, dos Estados e dos valores éticos.»
Por mais que muitos vilipendiem Mário Soares, Soares é indubitavelmente do alto dos seus oitenta anos o maior estadista que Portugal gerou pós 25 de Abril.

Sem comentários:

Publicar um comentário