segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

A ATITUDE AUTO - LIQUIDACIONISTA

O que dirá agora Passos desta afirmação da Standard  & Poor's?

«Os leitores interrogam-se por que razão a S&P faz esta “incursão” quase geral nas notações das dívidas da zona euro, deixando de fora apenas a Alemanha (que mantém o triplo A e passa a ter uma perspetiva “estável”). A agência aponta duas razões fundamentais, que são políticas. A primeira: o acordo conseguido na cimeira europeia de 9 de dezembro “não produziu um avanço com dimensão e âmbito”. A segunda: o processo de reforma “baseado unicamente no pilar da austeridade orçamental arrisca-se a tornar-se auto-liquidacionista”. E com essa dinâmica pode disparar, entre outros efeitos, a “fadiga das reformas”, diz a agência.»
Bem avisa a Frei Passos sobre a perspectiva auto - liquidacionista. 
O problema é sempre o mesmo. 
A arrogância e autismo dos políticos quando chegam ao poder, que passam a viver numa redoma do "quem diz contrário a mim, é contra mim!"
Chama-se a isto falta de visão e sentido de Estado, mas também quem esperaria que Passos, esse menino, fosse capaz de o ter?  

Sem comentários:

Publicar um comentário