quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

MARGARIDA QUESTIONA-SE: EMPRESÁRIOS OU PATRÕES?

Concordo com o BMonteiro. Por isso insisto que a política devia ser feita por gestores, com provas dadas em PME's de preferência e não em escolásticos que pouco conhecem da realidade. Sempre me questionei porque nos governos o "segundo" é normalmente o ministro das finanças e não o ministro da economia.
Quando olho para muitos ministros vejo sempre empresários falhados, autênticos patrões da política, sapos políticos cujo brinquedo são as empresas (iniciativa) dos outros.
Quando se fala na necessidade de se ser mais produtivo em Portugal é a esta falta de produtividade que nos devemos ater, é aqui que está o nó górdio de um país menos produtivo, um país cujos índices de inovação caiem a pique não pela capacidade inovativa Portuguesa, mas pela sua capacidade em serem empresários e não patrões.
Mas talvez a resposta esteja no sequestro da economia pela política. 
Os políticos definitivamente matam a economia, querendo ser os manipuladores dos bonecos empresariais. O circo de manipulação de marionetas continua!

Sem comentários:

Publicar um comentário